sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Citações e Correlações com a Bíblia – Argumentos sobre a citação de Judas 1:14, 15

Uma das teses levantadas sobre esse fato é que Judas poderia ter citado Enoque como um registro de uma narrativa verdadeira, dum episódio único, sem necessariamente endossar o livro inteiro de Enoque como sendo canônico.
Realmente é um argumento de peso, já que Paulo cita alguns autores pagãos. Em Atos 17:28, Paulo cita de Arato, Phaenomena, linha 5; bem como em I Corintios 15:33, ele cita a comédia de Menander, Thais. Porém, há um agravante. Paulo não cita esses autores endossando a vericidade desses trechos, já no caso de Judas, ele o faz.
Afinal, citar um trecho de um livro na Bíblia, endossando esse trecho como verdadeiro, e ignorando o restante, é no mínimo intrigante. Não se pode ignorar que o fato desse livro ter um trecho citado, com certeza, aumenta o seu valor. Bem como não se pode esquecer que, aceitar que apenas um trecho é correto, dá margem para teorias que duvidam da centralização da verdade na Bíblia, apesar de não ser conclusivo.
Há uma grande dificuldade em relação a esse tema. É aceitável que uma citação não estabelece necessariamente a canonicidade do livro. Afinal, pode acontecer do restante do livro ter sofrido alteração. Como do mesmo modo, sem haver citação nenhuma, é aceitável que nos primeiros séculos da era cristã existiam livros que eram aceitos como verdadeiros e que não perduraram.


Veja mais sobre a discussão da natureza do livro de Enoque

Um comentário:

Luciano Souza disse...

A bíblia cita a verdade, porem o homem negligenciou esse livro...